Loading...

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Quando usar este, esse ou aquele

No início deste mês, um grande site de notícias veiculou a manchete: “Comerciantes afirmam que carnaval desse ano será melhor do que do ano anterior”. Provavelmente os comerciantes não erraram e faturaram um bom dinheiro nos cinco dias de folia. Quem se enganou foi o site, ao utilizar o pronome “desse”, para indicar algo que ainda não se encerrou (2010). Vejamos a regra.
Os pronomes demonstrativos “este”, “esse” e “aquele” e suas combinações são usados para marcar posição no espaço, no texto e no tempo. No espaço, indicam a distância de algo ou alguém em relação a quem fala. Por exemplo: “Este carro em que estou é melhor que esse em que você está e pior que aquele que vendi.”. Usa-se “este” para o veículo que está próximo do falante, “esse” para o que está próximo do ouvinte e “aquele” para o que está distante dos dois.
Para marcar a posição no texto, usa-se “esse”, “essa” e “isso” para o que já foi expresso e “este”, “esta” e “isto” anunciam algo que será dito. Por exemplo: “Esta é uma verdade irrefutável: o automóvel anterior era mais econômico. Isso você não pode negar.”. É possível se usar também “este(a)” e “aquele(a)” para se referir a dois nomes ou duas ideias do texto. “Este(a)” remete à mais próxima e “aquele(a)”, à mais distante. Vejamos: “Ao comparar o automóvel e a motocicleta, concluí-se que esta é mais barata do que aquele”.
Quando marcam posição no tempo em relação ao falante, “este”, “esta” e “isto” marcam sempre presente e “esse”, “essa” e “isso” marcam passado próximo. “Aquele”, “aquela” e “aquilo” marcam passado distante. A forma correta da manchete seria: “Comerciantes afirmam que carnaval deste ano será melhor do que do ano anterior”, pois “deste ano” refere-se a 2010. Até a próxima.

3 comentários:

  1. Parabéns, boa explicação. Sempre me confundo com tal assunto.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom, esclareceu bem as minhas dúvidas! Obrigada!

    ResponderExcluir

Se desejar, deixe seu comentário, sugestão, elogio ou crítica.